Pensamentos aleatórios

31 de maio de 2016

Use as carinhas do Facebook para curtir o vídeo de pronunciamento do Jardel

Devido ao enorme número de visualizações e curtidas que obteve o vídeo de pronunciamento de Jardel, no qual ele lança sua pré-candidatura a reeleição, o Facebook lançou versões atualizadas dos botões de reação a um post (as famosas carinhas) para contemplar melhor a interação dos internautas com o vídeo, conforme ilustra a charge abaixo:


Dizem que a última está fazendo um sucesso danado...

Compartilhe:

Jornal Opção "queima" Júlio Paschoal com Marconi, atribuindo a ele a responsabilidade pelo apoio de Giovani Cortopassi a Adib... o que está por trás disso?

Saiu domingo, na coluna "Bastidores" do Jornal Opção:


A decisão de Giovani Cortopassi em apoiar a candidatura de Adib Elias a prefeito foi individual e tomada após ouvir o seu grupo político local, composto por PV e PDT, portanto, não teve influência de seu sogro, Ênio, nem de seu cunhado, Júlio Paschoal, ambos adversários políticos do deputado PMDBista e aliados de Marconi Perillo, então por que o Opção insiste nessa tese?

Ênio é ex-conselheiro do TCE e Júlio ocupa o cargo de Superintendente de Gestão, Planejamento e Finanças, na Secretaria Estadual de Cidadania do Governo de Goiás, um importante cargo de confiança. Júlio vem se destacando também como um dos homens de confiança do deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB), pré-candidato a prefeito de Goiânia e um dos mais firmes aliados de Marconi Perillo... então de onde é que o Jornal Opção tirou que Júlio e Ênio Paschoal trairiam o Marconi "forçando" Giovani a apoiar Adib? Respondo: de dentro da própria Prefeitura!!!

É de conhecimento público que Vecci e Jardel não são os melhores amigos do mundo, e isso desde a época que um era Secretário e o outro deputado. Tanto é que Jardel promoveu uma verdadeira devassa nos órgãos do Governo de Goiás em Catalão para eliminar todos os que apoiaram Vecci para deputado na última eleição, em vez de Thiago Peixoto, o preferido do tucanato local. Daí que vieram as mudanças no Vapt Vupt, Detran, Sefaz e outros órgãos estaduais na região, todos da cota do PSDB de Catalão comandado, é claro, por Jardel. Mas quem achou que ele se daria por satisfeito com isso se enganou e Jardel passou a atacar catalanos que foram indicados por Vecci para outros cargos no Governo de Goiás, com destaque para sua desavença com Júlio Paschoal, que passou a responder às provocações e assumiu uma postura de oposição (partidária interna) a Jardel. Vecci tomou partido de seu aliado e o protegeu das investidas de Jardel, o que fez seu ódio crescer ainda mais.

Jardel não passa por uma boa fase com Marconi, mas é o aliado preferencial na região e isso não se discute, mas uma fragorosa derrota no próximo pleito (que virá, não tenham dúvidas) poderia antecipar o surgimento de novas lideranças na cidade, sem o seu aval, mas com proximidade com Marconi e aprovadas pelo governador, algo inadmissível dentro de projeto de poder da família Sebba. Daí de onde vem a fonte da notinha do Jornal Opção que, como tantas outras que saem sobre Catalão, não tem assinatura nem informações firmes, sendo escrita com base no "se diz que", ou "comenta-se na cidade", ou seja, sem nenhuma credibilidade.

Tal expediente só comprova o desespero de Jardel com sua rejeição galopante, ao ponto de recorrer a sua mídia comprada para atacar aliados, pelo receio de não ser mais o queridinho do governador e ver sua influência se diluir como se diluíram seus votos desde a última eleição. E não nos espantemos se começarem a surgir outros apoios de dentro do ninho tucano, pois a paranoia está tão grande que a perseguição não está poupando ninguém.

Compartilhe:

30 de maio de 2016

Enquanto isso, na Caixa Econômica Federal...

Em plena manhã de segunda-feira uma inusitada cena chama a atenção dos clientes da Caixa Econômica Federal:


O que mais impressiona é como a garrafa não quebra!!!

Compartilhe:

28 de maio de 2016

Gente de "bem" comentando o estupro no Rio


Compartilhe:

Debandada: PTB também se afasta da base de Jardel Sebba em Catalão e fecha apoio à candidatura de Adib Elias

 
O PTB, que tem o deputado federal Jovair Arantes como presidente estadual, decidiu apoiar a candidatura do deputado federal Adib Elias, em Catalão.

Adib Elias vai enfrentar o atual prefeito Jardel Sebba, do PSDB, que anunciou na semana passada a decisão de concorrer à reeleição.

A forte expectativa que cerca a candidatura do peemedebista parece exercer forte atração sobre os partidos políticos em Catalão, que se afastam da base do prefeito tucano – caso do PR e do PTC, que abandonaram a coligação de Jardel Sebba para declarar apoio a Adib Elias.

Legendas como o PT, o PCdoB e a Rede, que também apoiavam o atual prefeito, já mudaram de posição para ou apoiar Adib Elias ou lançar candidatura própria.
 
Fonte: Goiás 24 Horas.
 
Compartilhe:

25 de maio de 2016

Em "pronunciamento aos catalanos" Jardel lança sua pré-candidatura a prefeito e prova que sua falta de noção, cinismo e deboche não conhecem limites


Leia a frase abaixo com a voz do Jardel na sua mente:

"Dias atrás ouvi de uma moradora de Catalão que ela tinha ficado frustrada com os dois primeiros anos de nossa administração... E QUERO DIZER QUE EU TAMBÉM FIQUEI FRUSTRADO!!!"

Com essas palavras o prefeito Jardel iniciou o seu "pronunciamento aos catalanos", veiculado via Facebook na noite de ontem, 24 de maio, reconhecendo a incompetência de sua gestão e o sentimento geral dos moradores de Catalão desde o início de seu fracassado governo. Um começo bem promissor, diga-se, pois indicava que o prefeito finalmente descia de seu pedestal e estava ouvindo os clamores do povo, mas o que veio a seguir foi ainda mais frustrante que os anos de seu (des)governo.

Jardel repetiu a ladainha que os catalanos já estão cansados de ouvir nos últimos anos: "Não foi por culpa minha, foi culpa da oposição"; "Peguei a Prefeitura quebrada, sucateada e endividada"; "Não houve transição"; "A oposição inconformada com a derrota não me deixou trabalhar", "Ouro Negro" e mais do mesmo blá blá blá de sempre. 

Na sequência baixou o espírito da megalomania e ele disse que fez em três anos mais que todos os outros prefeitos que Catalão teve... NOS ÚLTIMOS 154 ANOS!!! Disse também que o pior dia da história de Catalão foi o que ele ficou afastado da Prefeitura por 24 horas (o que deve ter feito Cornélio Ramos se remexer no túmulo) muito pior do que o Massacre dos Ferroviários, o Linchamento de Antero e o Assassinato do prefeito Eurípedes Pereira. 

Em seguida afirmou que levou apenas três anos e meio para aprender a ser prefeito e que agora ele daria conta do recado. Citou que melhorou a Saúde e está fazendo a UPA (mas não falou da diminuição do repasse para a Santa Casa e das mortes ocorridas por falta de ambulâncias), falou da melhora na Educação (mas não explicou como isso não impediu a escrita do "DIRIGA" na placa de trânsito), falou sobre a doação de lotes, cheques e cartões (mas não disse que são feitos a custa da dilapidação de patrimônio público, com beneficiários indicados por vereadores aliados e que o cartão que veio substituir a cesta não tem dia certo para ter saldo), falou sobre os "parques municipais" criados (mas não mencionou o parque do Pasto do Pedrinho, que foi promessa de campanha), disse que resolveu o problema da falta de água em Catalão pelos próximos 20 anos (mas esqueceu que quis vender a SAE para a Odebrecht) e finalmente disse que a maior demanda de Catalão, que na opinião dele é asfalto, está sendo atendida com o Rua Nova (mas não mencionou há três anos o asfalto da cidade vem sendo refeito e ainda assim os buracos persistem).

Ao final, Jardel lançou sua pré-candidatura a prefeito (estranhamente não falou candidatura a reeleição), pois entende que há muito ainda por fazer e que só ele pode continuar a transformação de Catalão, de currutela à cidade moderna e limpa que é hoje.

Uma ausência em seu pronunciamento (além, é claro, de vergonha na cara) foi uma menção a aliança com o governador Marconi, a grande parceria que faria a diferença, mas que não rendeu nada para Catalão nos últimos três anos e meio, nem um sebazol derrancado (estranho, mas certamente proposital).

Se você ainda não assistiu recomendo que o faça, nem que seja para comprovar que a falta de noção, o deboche e o cinismo do prefeito não conhecem limites, mas advirto que tenha um balde por perto e posicione-o abaixo do queixo, ou então assista o vídeo de frente ao vaso sanitário, de modo que quando o vômito vier (e ele virá) encontre um recipiente adequado a recebê-lo.

Compartilhe:

Imprensa estadual ignora lançamento de candidatura de Jardel

Deve ser doído para Jardel, um homem que foi deputado por tantos anos, duas vezes presidente da Assembleia Legislativa e Governador Interino em outras duas ocasiões, ver que sua importância política encolheu tanto a ponto do anúncio de sua candidatura a reeleição ser solenemente ignorada pela imprensa estadual.

Isso mesmo. Seu impactante pronunciamento foi ignorado por todos os grandes veículos de comunicação da capital, nem mesmo os parceiros Diário da Manhã e Jornal Opção soltaram uma notinha sequer sobre sua pretensão a continuar por mais quatro anos no comando do Executivo catalano.

Apenas a jornalista Fabiana Pulcineli, de O Popular, comentou o assunto e mesmo assim o fez por meio de um sucinto comentário na publicação de sua amiga, Cristina Mesquita, no Facebook:


Que desprestígio, hein?!

Compartilhe:

Enquanto isso, no Gabinete do Prefeito...

Jardel reclama das atribulações da semana que passou (e que ainda não acabou):


Mas nada como um final de semana prolongado no Rio de Janeiro para se esquecer de todos os problemas...

Compartilhe:

Enquanto isso, em Catalão...

Os cidadãos reagem ao pronunciamento do prefeito:



 



Compartilhe:

24 de maio de 2016

IMPERDÍVEL: Pronunciamento de Jardel


É hoje! Não perca essa incrível oportunidade para ouvir do prefeito:

  • Quando começa (de novo) a reforma do Ginásio Internacional;
  • Se o aeroporto vai funcionar algum dia; 
  • Porque ele quebrou o comércio local;
  • Quantas empresas vieram para Catalão nos últimos três anos e meio;
  • Quando será inaugurado o segundo restaurante comunitário, no bairro São João;
  • Quando começa a duplicação da rodovia de Catalão a Goiânia;
  • Quando o CREDEQ vai funcionar;
  • Como fazer 100 km de asfalto todo ano e as ruas continuarem esburacadas;
  • Se vai faltar água este ano;
  • Se ele ainda quer vender a SAE;
  • Onde estão as 1600 casas prometidas do Evelina Nour III;
  • Cadê as lixeiras MecLix; 
  • Cadê o coletivo de R$ 1,00;
  • Porque quem tem carro paga para os motociclistas usarem a Área Azul;
  • Quando vai pagar os 4 milhões da Samma;
  • Quando vai pagar os 6 milhões da Corpus;
  • Em quantas parcelas ele dividiu a dívida de 9 milhões com a CELG; 
  • Como ele vai pagar os 56 milhões de reais emprestados até o final deste ano; 
  • Onde gastou 1 bilhão de reais arrecadados nos últimos três nos e meio;
  • Se já descobriram quem colocou fogo na SAE;
  • Se a Força-Tarefa da Pedrada chegou a alguma conclusão;
  • Se 16 homicídios é um índice bem aceitável
  • Se ele concorda que o Aécio vai ser comido primeiro;
  • Porque todo mundo que o critica é viúva;
  • Porque ele odeia a Santa Casa;
  • Como é chegar ao último ano do mandato com 80% de rejeição;
  • Porque dirija se escreve com "G" e não com "J".

Assista e comprove que o deboche e o cinismo realmente não têm fim!!!

Compartilhe:

Enquanto isso, na cidade do "DIRIGA"...

O prefeito confere se está tudo certo com as placas da nova campanha de trânsito:


Como diria o Temer: Não leia a placa, apenas diriga com cuidado!!!

Compartilhe:

Enquanto isso, na Secretaria de Trabalho e Renda...

Uma vaga de trabalho bem específica encontra dificuldade em encontrar trabalhadores qualificados para ocupá-la:


Talvez um corretor ortográfico ajudasse, mas também está em falta no mercado...

Compartilhe:

Enquanto isso, no Gabinete do Prefeito (2)

Jardel recorre a um amigo para ajudá-lo a escrever uma mensagem:



Tá explicado!!! 

Compartilhe:

Nada como um bom investimento em publicidade e fazer economia no lugar certo e que não fará falta

Verba para publicidade: 17 milhões de reais;

Elaboração de uma campanha de trânsito: 100 mil reais;

Valor de cada placa colocada: 500 reais;

Economia ao não contratar um revisor de texto: Zero reais;

Escrever DIRIJA com G ao invés de J: NÃO TEM PREÇO!!!


Há micos na vida que a gente mesmo paga... para todos os outros a gestão Jardel faz a nossa graça!!!

Compartilhe:

Enquanto isso, no Gabinete do Prefeito...

Secretários, vereadores e outros puxa-sacos prestigiam o lançamento da campanha "Maio Amarelo" para conscientização no trânsito:


AVANTE JARDEL!!!

Compartilhe:

Entrevista de emprego para assessoria de comunicação de Jardel ou para escrever as notinhas de Catalão no Jornal Opção

O vídeo abaixo é a representação feita pelo Porta dos Fundos de uma entrevista de emprego para uma vaga de jornalista em um site de notícias, mas tenho certeza que é com o mesmo critério que são escolhidos os assessores de comunicação do prefeito Jardel e os comentaristas anônimos do Jornal Opção que escrevem sobre Catalão. Confira:


Deve ou não ser exatamente desse jeito?

Compartilhe:

23 de maio de 2016

Certificado para quem apoiou o Impeachment achando que não era golpe


Marque aquele seu amigo que falava que não era golpe!!!

Compartilhe:

Nota de pesar: Sérgio Pereira da Silva


Manifesto aqui meu pesar e solidariedade a família e amigos, pelo falecimento do professor Sérgio Pereira da Silva, do curso de Pedagogia da UFG Catalão, ocorrido no último sábado, dia 21 de maio de 2016, vítima de um infarto.

Sérgio era um jovem de 55 anos, filósofo (com uma enorme paixão por Nietzsche), docente universitário da UFG Catalão há quase 30 anos, esposo de Andrea, pai de Francisco e Pedro Afonso, um sujeito ético como poucos, sempre preocupado com o destino da humanidade e cuja pedagogia reflexiva e questionadora da educação que aí está provocava grandes reflexões em seus discentes.

Em sua homenagem a Direção da UFG Catalão decretou luto Oficial por três dias e a Unidade Acadêmica de Educação fará uma cerimônia em sua memória em data a ser definida.

Compartilhe:

Impeachment foi plano para assegurar impunidade, mostra gravação com Jucá

Reprodução “Folha de S. Paulo'', 23.05.2016

O que parecia óbvio para muita gente agora ganha confirmação de viva voz: o impeachment da presidente constitucional Dilma Rousseff foi articulado por próceres do PMDB para assegurar a impunidade de investigados e suspeitos na Operação Lava Jato.

O repórter Rubens Valente obteve gravação de conversa de março entre o atual ministro do Planejamento, Romero Jucá, e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Ambos peemedebistas.

“Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria'', disse Jucá, em sentença que entra para a história da política e da politicagem nacionais.

Machado disputa com o correligionário para ver quem é mais claro: “É um acordo, botar o Michel [Temer], num grande acordo nacional''.

Jucá: “Com o Supremo, com tudo''.

Machado: “Com tudo, aí parava tudo''.

Jucá: “É. Delimitava onde está, pronto''.

A conversa tratava de investigações sobre corrupção no âmbito da Lava Jato.

Cada um interpretará como quiser.

É preciso ser craque em malabarismo retórico para ignorar lição mais evidente: a conspiração que derrubou Dilma, em abril na Câmara, e em maio no Senado, prestou-se a manter impunes aqueles que historicamente aprontam sem ser punidos.

Ecoa a voz do ministro de Temer: “Com o Supremo, com tudo''.

Não é só Romero Jucá quem tem de ser demitido.

Michel Temer deveria ser o primeiro.

Compartilhe:

Direção da UFG Catalão ocupada por estudantes


Manifesto do Ocupa Direção – UFG/RC

A educação pública encontra-se ameaçada. Diante da atual situação dos cortes de bolsas e tentativas frustradas de negociação com a Direção do campus, estamos ocupando o Bloco Administrativo da Regional Catalão por tempo indeterminado.

O direito a permanência estudantil foi conquistado com muita mobilização e luta. Em 2007 foi implementado o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), tornando as bolsas de assistência um dos mecanismos fundamentais para garantia da permanência d@s estudantes na universidade, dado que nos últimos anos houve um aumento significativo de graduand@s oriundos de outros estados e estudantes indígenas, quilombolas, LGBTs, negr@s e pobres.

A situação se agravou com o não atendimento da direção da Regional Catalão (anterior e atual) da demanda histórica do movimento estudantil pela construção da Casa do Estudante Universitário (CEU), e se tornou insustentável com a suspensão do edital de bolsas (PROCOM Nº 02/2016) que contemplou estudantes em situação emergencial por vulnerabilidade.

Nós estudantes da Regional Catalão construímos o movimento de Ocupação para exigir o atendimento das seguintes reinvindicações:

1) Construção da “Casa do Estudante Universitário” da Regional Catalão;

2) Revogação da suspensão do Edital PROCOM (Nº 02/2016) e pagamento das bolsas d@s estudantes contemplad@s no 2º resultado parcial das solicitações de Projeto Permanência e Moradia a partir do mês de maio;

3) Construção do Centro de Convivência na Regional Catalão.

Moraremos e conviveremos nesta Ocupação até que haja o reconhecimento de que @s estudantes não podem ser deixados à própria sorte. Resistiremos aqui até que seja respeitado nosso direito a educação.

Convocamos a comunidade acadêmica para construirmos juntos este momento histórico. Não daremos nenhum passo atrás na defesa de uma educação pública, gratuita e de qualidade para todos. 

NÃO TEM ARREGO, VAI TER MUITA LUTA!
 



 
Compartilhe:

De recuo em recuo, o país segue em frente...






Compartilhe:

20 de maio de 2016

Jardelistas disseminam mentiras sobre a manifestação em favor da Santa Casa

Olhe bem as imagens abaixo e assista o vídeo logo depois:






Em alguma das imagens ou no vídeo aparece uma faixa, cartaz ou alguém gritando "FORA UPA", ou "NÃO QUEREMOS UPA, QUEREMOS A SANTA CASA", ou "FORA JARDEL E LEVE A UPA JUNTO", ou qualquer palavra de ordem semelhante a isso? 

Não viu, né?! E sabe por quê? Porque a manifestação não era contra a UPA, nem contra o Jardel, nem contra coisa alguma... foi uma manifestação A FAVOR da Santa Casa de Misericórdia de Catalão, uma instituição filantrópica que há 60 anos atende os municípios da região, convocada pelo Conselho Gestor do hospital com ampla adesão de funcionários e membros da comunidade, com o intuito de chamar a atenção da população de Catalão para a POSSIBILIDADE de o hospital não conseguir desenvolver a contento suas atividades caso o repasse feito pela Prefeitura diminua muito, foi isso e só isso.

ENTÃO DE ONDE É QUE OS JARDELISTAS TIRARAM QUE ESSA MANIFESTAÇÃO ERA UM PROTESTO CONTRA A UPA?

Assista o vídeo abaixo publicado no perfil do jardelista Ailton Aguiar, no Facebook. Preste atenção ao áudio:



Que coisa patética!

Em momento algum desde que esse debate se iniciou na cidade ninguém criticou a inauguração da UPA ou a sua importância. Essa bobagem partiu de pessoas da própria gestão Jardel (com o incentivo do prefeito) com o intento, ridículo, de criar um factoide político e tentar desacreditar a oposição ao prefeito, atribuindo a oposição a pecha de ser contra a UPA simplesmente porque é o Jardel que está inaugurando, um expediente de uma leviandade e pobreza de espírito sem tamanho.

Para quem não sabe, Jardel está inaugurando e equipando a UPA, mas o projeto para traze-la para Catalão foi feito ainda na gestão do ex-Secretário Municipal de Saúde, Anwar Safatle, e a verba chegou aos cofres da Prefeitura no final da gestão Velomar, ou seja, o PMDB não seria contra algo elaborado por ele mesmo.

O que se discute é o fim do subsidio a Santa Casa e quem levantou isso foi o próprio Conselho Gestor do hospital. Basta uma rápida pesquisa na internet para descobrir que A UPA não funciona sem um Pronto Socorro e um hospital na sua retaguarda, e isso ninguém está questionando. A UPA tem regras claras e funções determinadas, mas também não é a milagrosa solução para todos os problemas na  saúde de Catalão, como o prefeito vem vendendo, e sim uma enorme aliada na melhoria do atendimento e acesso ao SUS, desde que funcione (ao menos até o dia da eleição vai funcionar muito bem, já depois...).

Infelizmente, desde o início do mandato Jardel acha que atribuir à oposição a autoria de protestos e ações ridículas fará com que o restante da população simpatize com ele, por isso ele transforma toda e qualquer crítica em "ataque de viúva". Lamentável que em três anos e meio de mandato ele não tenha aprendido que o que faria a população ficar do seu lado não seriam supostas ações irresponsáveis da oposição, mas sim trabalhar e fazer uma boa gestão, coisa que ele não fez até hoje e nem fará nesses cinco meses que restam antes de seu bota fora da Prefeitura... para nossa alegria.

Compartilhe:

Marconi torra mais R$ 1 milhão com shows no mês de abril (e nenhum show é para Catalão)


Com informações do Goiás Real:

A gravíssima crise que ruiu com as finanças do Estado não foi o suficiente para que o governador Marconi Perillo (PSDB) deixasse de promover gastos com o pagamento de shows no interior do Estado. No mês de abril foram investidos mais de R$ 1 milhão com a contratação de cantores, duplas e uma banda para eventos em cidades como Mara Rosa, Santo Antônio da Barra e Edealina. Os contratos foram publicados pelo Diário Oficial do Estado.
Os maiores valores foram destinados ao pagamento do show da dupla Guilherme e Santiago, em Terezópolis, no valor R$ 170 mil; e de Israel e Rodolfo, em Mara Rosa, contratados por R$ 150 mil. Somente para o 15º Rodeio Fest Show de Mara Rosa, no norte do Estado, o governo investiu R$ 215 mil. Foram 21 shows, dois deles sem valores declarados, com valor total de R$ 1.025.000,00.
As cidades do interior que tiveram festas patrocinadas com dinheiro do Estado foram Caldazinha, Mara Rosa, Santo Antônio da Barra, Nazário, Guaraíta, Inaciolândia, Terezópolis, Hidrolândia, Uirapuru, Santo Antônio de Goiás e Edealina.
As mesmas cidades (e todas as outras) que receberam shows contratados pelo Estado seguem sem receber, por exemplo, os recursos de saúde aos quais têm direito. A maior parte delas também enfrenta dificuldades com rodovias em péssimas esburacadas, escolas em péssimas condições e falta de policiamento. Ainda assim, Marconi Perillo prefere gastar os parcos recursos do Estado com shows.

Não sei o que é pior: Marconi torrar essa grana em shows e faltar verba para Saúde, Infraestrutura e Segurança, ou não vir nenhum desses shows para a Festa Agropecuária de Catalão, cidade em que o seu compadre Jardel é prefeito e que sempre é criticada por não ter boas atrações de portões abertos para o povo?

E essa é a "parceria de sucesso" prometida em campanha...

Compartilhe:

Enquanto isso, em Ipameri...

Para quem não viu, segue a reportagem do Bom Dia Goiás sobre a revolta da população de Ipameri contra projeto aprovado pela Câmara Municipal que reajusta em 25% o salário da prefeita, do vice-prefeito, dos secretários e dos vereadores:


O ato foi realizado na Casa na terça-feira (17) com direito a uma discussão acalorada entre a população e os políticos. O projeto já foi aprovado na Câmara e está no gabinete da prefeita, que tem 15 dias para sancionar ou vetar o aumento. Se aprovado, o reajuste começa a valer em janeiro de 2017. O salário da prefeita passa de R$ 16.200,00 para R$ 20.250,00; o do vice vai de R$ 11.340,00 para R$ 14.175,00; os dos secretários terão valorização de R$ 6.743,00 para R$ 8.248,00; e os dos vereadores subirão de R$ 6 mil para R$ 7.524,00.

A presidente da Câmara, vereadora Mara Ney, afirmou que está sendo feita apenas uma reposição dos valores que ainda não havia sido realizada: "O que houve foi uma correção desses três últimos anos que ficou aquém da correção da inflação. Nós não entendemos que esteja havendo alguma irregularidade porque seguimos o que projeta a lei", defende-se.

Claro, pois sentir a crise é tarefa de cidadão comum e não dos nobres representantes do povo, que precisam ser bem remunerados pela árdua tarefa de fazer o bem à população.

Em tempo: em Ipameri os cidadãos não precisaram ser fichados para assistir a sessão da Câmara de Vereadores, esse expediente abusivo só ocorre em Catalão mesmo.

Compartilhe:

Segundo Jardel, quem demonstra preocupação com o futuro da Santa Casa é politiqueiro leviano e falacioso, então a doutora Elaine Teixeira faz parte desse time?

Direto do Facebook do Prefeito:


Então a provedora da Santa Casa, doutora Elaine Rosa Teixeira, é politiqueira de plantão que lança mão de discurso leviano, falacioso e quer apenas confundir a população, pois tem projeto eleitoreiro? De acordo com o prefeito é sim, já que ela vem demonstrando preocupação com a instituição que provê:



Um dos grandes males desse gestão é a paranoia de achar que tudo é perseguição e que todo mundo é viúva, o que não permite aceitar críticas ou reconhecer os erros.

Mas para que esquentar com os críticos? Semana que vem tem feriado prolongado e o Rio de Janeiro está logo ali.


AVANTE JARDEL!!!

Compartilhe:

Enquanto isso, em Catalão...

O cidadão precisa se esconder de um terrível monstro que assusta a todos:


Mas tá difícil!!!

Compartilhe:

19 de maio de 2016

Uma charge do futuro: atendimento no Pronto Socorro da Santa Casa de Catalão após a inauguração da UPA


Vai ser mais ou menos assim...

Compartilhe:

Elaine Teixeira, provedora da Santa Casa, demonstra preocupação com o futuro da instituição após anúncio de corte de recursos depois de inaugurada a UPA

Durante todo o dia de ontem, 18 de maio, houve muita especulação quanto ao início de funcionamento da UPA e da possibilidade de suas atividades prejudicarem o funcionamento da Santa Casa de Misericórdia de Catalão, instituição filantrópica que há mais de 60 anos atende Catalão e região.

Tal especulação se deu após a divulgação, via WhatsApp, de uma mensagem atribuída ao Dr. Aguinaldo, diretor de serviços de saúde do hospital, demonstrando preocupação com a possibilidade de falta de apoio da Prefeitura após inauguração da UPA:


Inúmeros usuários replicaram essa mensagem, que também circulou no Facebook, e levou a publicação de uma nota de esclarecimento no site da Prefeitura, informando que os repasses para a Santa Casa não vão parar, apenas diminuir, e que uma proposta está sendo feita junto à Direção do hospital para a continuação do convênio.

Aparentemente a tal proposta não é tão boa assim, afinal logo no início da noite a médica Elaine Rosa Teixeira, provedora da Santa Casa, respondeu a um comentário feito pela psicóloga Paula Kalil, demonstrando preocupação com o futuro da instituição e conclamando a população a se mobilizar em defesa da Santa Casa: 


Mesmo que seja uma preocupação exagerada ou terrorismo de viúva, como disse o prefeito, é bom ficarmos atentos, pois se com o argumento de economia de recursos Jardel fechou a maternidade da Santa Casa, após 40 anos de funcionamento, fechar o PS da Santa Casa e mandar todo mundo tratar em Goiânia é fichinha.

Em tempo: será que a doutora Elaine também é uma viúva oposicionista fazendo terrorismo ou sua preocupação é verdadeira?

Compartilhe:

18 de maio de 2016

O problema é o Bolsa Família

O rombo das contas públicas do Brasil é causado pelo Bolsa Família, por isso é preciso reduzir drasticamente o tamanho do programa (ou acabar de vez com ele, o que seria o ideal) para que possamos sair dessa crise sem precedentes que assola a nação. 

Segue abaixo um comparativo que comprova o tamanho do rombo causado por essa praga:


Realmente, o Bolsa Família precisa acabar ou vai acabar com o Brasil!!!

Compartilhe:

Justiça nega pretensão de Jardel e reconhece o direito à crítica de três mulheres processadas pelo prefeito


Atualmente em Catalão muita gente tem medo de manifestar no Facebook ou no Twitter sua opinião sobre a gestão Jardel pelo receio de sofrer um processo na Justiça, afinal há várias pessoas processadas pelo prefeito e, se não bastasse o desrespeito ao contraditório, a tropa de choque nas redes sociais sai propagando mentiras, difamando e detonando quem se atreve a exercer o seu direito de cidadão.

Pois bem, nos últimos dias três decisões da Justiça encheram de alegria as pessoas diretamente atingidas (menos o reclamante, é claro) e servem de guia para os catalanos intimidados exporem suas opiniões na internet: a Justiça reconheceu que o cidadão tem sim o direito de criticar seus governantes e estes não podem reclamar, pois ocupam cargos públicos e devem se sujeitar a receber críticas dos governados, sendo este um dos pilares do estado democrático de direito.

As três decisões a que me refiro são as dos processos movidos em desfavor de Caroline Silva Nascimento, Thais Simões e Ivone Rodrigues, a primeira é professora e as outras duas fazem parte da assessoria do deputado Adib Elias. O que elas tem em comum, além de serem mulheres e, por isso também, duramente atacadas pelo prefeito e seus asseclas, é usarem o Facebook para criticar a atual gestão municipal, que num ato de autoritarismo e desrespeito à liberdade de expressão processou as três.

Se ficasse só nos processos estava de bom tamanho, mas a tropa de choque tucana nas redes sociais, que até recentemente era comandada pelo vereador João Antônio,  destilou todo tipo de veneno contra as moças promovendo uma campanha de difamação que ultrapassou as fronteiras virtuais, atingindo a honra e os núcleos familiares delas, algo inadmissível nos dias de hoje, ainda mais vindo de pessoas que se dizem lideradas por alguém "formado no debate" e "respeitador do contraditório" (desde que não seja contrário a ele, é claro).

As moças suportaram os ataques e saíram vitoriosas, o que prova que não precisamos ter medo de expressar nossa opinião sobre a fracassada gestão que domina Catalão há quase três anos e meio, pois a Justiça demora a se manifestar, mas fica do lado de quem está certo.




Para finalizar cito uma frase do filme V de Vingança que se tornou referência para essas situações e que encaixa muito bem no atual momento pelo qual passa a população de Catalão:

Compartilhe: